IV Colóquio Internacional "Cinema, Estética e Política"

Mostras de Cinema

As mostras são realizadas em parceria com o Cine 104


10 a 12 de Abril – Cinema, Estética e Política


13 a 18 de Abril – O Cinema de BH




Mostra Cinema, Estética e Política



A mostra integra a programação do 2o Colóquio Cinema Estética e Política que acontece na UFMG, entre os dias 10 e 12 de abril. A mostra é uma realização do Cine 104, com curadoria do programador da sala, Daniel Queiroz, em parceria com o grupo de pesquisa Poéticas da Experiência, do programa de Pós Graduação em Comunicação Social da UFMG.

Serão exibidos 9 produções brasileiras recentes, a maioria inédita em Belo Horizonte.

As sessões de 19h30 serão comentadas por participantes do colóquio e membros do grupo de pesquisa, conforme indicado na programação.



Cine 104

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro | (31) 3222-6457
Ingressos: $10,00 (inteira) $5,00 (meia)
Vá de ônibus, táxi ou metrô | Estacionamento conveniado: Park Box Av. Santos Dumont, 218 | R$5,00 (preço único) | Trecho com trânsito local em função da implantação do BRT, fique atento à sinalização.

www.centoequatro.org | www.facebook.com/centoequatro




Programação:




quarta, dia 10 de Abril

17h30 – No lugar errado (com o diretor, Luiz Pretti)
19h30 – As Hiper Mulheres
21h30 – Eles voltam



quinta, dia 11 de Abril

17h30 – Romance de formação
19h30 – Os dias com ele (sessão comentada com a diretora Maria Clara Escobar, e Carla Maia do Grupo Poéticas da Experiência)
21h30 – Doce Amianto



sexta, dia 12 de Abril

17h30 – Testemunha 4
19h30 – Doméstica (sessão comentada com Mariana Souto, do Grupo Poéticas da Experiência)
21h30 – Esse amor que nos consome



Sobre os filmes:




No Lugar Errado

Direção – Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diogenes, Ricardo Pretti
Brasil, CE/DF/RJ, 2011, 70 min

Classificação indicativa – 16 anos

Sinopse – Durante uma noite o reencontro de quatro amigos será marcado por um jogo de mentiras e verdades com consequências inesperadas. Filme realizado a partir da peça “Eutro”, dirigida por Rodrigo Fischer.


no_lugar_errado





As Hiper Mulheres

Direção – Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro
Brasil, PE, 2011, 80 min

Classificação indicativa – 16 anos

Sinopse – Temendo a morte da esposa idosa, um velho pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa cantar uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios, enquanto a única cantora que de fato sabe todas as músicas se encontra gravemente doente.





Eles Voltam

Direção – Marcelo Lordello
Brasil, PE, 2012, 105 min

Classificação indicativa – 14 anos

Sinopse – Cris, 12 anos, e seu irmão mais velho são deixados na beira da estrada por seus pais. Em pouco tempo percebem que o castigo vem a se tornar um desafio ainda maior. Eles Voltam acompanha Cris em sua jornada de retorno ao lar. Um caminho feito de encontros, em que realidades distintas serão seus guias. Uma fábula de tons realistas sobre as vivências que farão Cris se revisitar.





Romance de Formação

Direção – Júlia de Simone
Brasil, RJ, 2011, 77 min

Classificação indicativa – livre

Sinopse – Romance de Formação acompanha jovens que carregam consigo a responsabilidade de crescer dentro de grandes instituições acadêmicas. Quatro estudantes vivem, no dia-a-dia, seus sonhos e anseios de uma vida e profissão de grandes realizações. Nesse percurso, eles alcançam muitas conquistas e deixam para trás várias ilusões.





Os Dias com Ele

Direção – Maria Clara Escobar
Brasil, SP, 2013, 105 min
Classificação indicativa – 14 anos

Sinopse – Uma jovem cineasta mergulha no passado quase desconhecido de seu pai. As descobertas e frustrações de acessar a memória de um homem e de uma parte da história que são raramente expostos. Ele, um intelectual brasileiro, preso e torturado durante a ditadura militar não fala sobre isso desde aquele tempo. Ela, uma filha em busca de sua identidade.


os_dias_com_ele




Doce Amianto

Direção – Guto Parente e Uirá dos Reis
Brasil, CE, 2013, 70 min

Classificação indicativa – 16 anos

Sinopse – Amianto vive isolada num mundo de fantasia habitado por seus delírios de incontida esperança, onde sua ingenuidade e sua melancolia convivem de mãos dadas. Após sentir-se abandonada por seu amor (O Rapaz), Amianto encontra abrigo na presença de sua amiga morta, Blanche, que a protegerá contra suas dores – ao menos até onde possa. Seu universo interior choca-se com a realidade de um mundo que não a aceita, um mundo ao qual ela não pertence e invariavelmente ela torna a debruçar-se em seus delírios jocosos, misturando realidade e fantasia. Com a ajuda de sua Fada Madrinha, Amianto recolhe forças para continuar existindo na esperança de ser feliz algum dia.




Testemunha 4

Direção – Marcelo Grabowsky
Brasil, RJ, 2011, 67 min

Classificação indicativa – 14 anos

Sinopse – Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto. O filme transita pelos ecos do real: a representação, o testemunho, a memória, a ficção e investiga os limites entre atriz e personagem.




Doméstica

Direção – Gabriel Mascaro
Brasil, PE, 2012, 75 min

Classificação indicativa – 14 anos

Sinopse – Sete adolescentes assumem a missão de registrar por uma semana a sua empregada doméstica e entregar o material bruto para o diretor realizar um filme com essas imagens. Entre o choque da intimidade, as relações de poder e a performance do cotidiano, o filme lança um olhar contemporâneo sobre o trabalho doméstico no ambiente familiar e se transforma num potente ensaio sobre afeto e trabalho.




Esse amor que nos consome

Direção – Allan Ribeiro
Brasil, 2012, 80 min
Classificação indicativa – 14 anos

Sinopse – Gatto e Barbot são companheiros de vida há mais de 40 anos e acabam de se instalar em um casarão abandonado no Centro do Rio de Janeiro. Ali, eles passam a viver e ensaiar com sua companhia de dança. A luta do dia a dia se mistura à criação artística e à crença em seus orixás. Através da dança eles se espalham pela cidade, marcando seus territórios.









Sessões Comentadas

no Café 104, logo após a exibição



Dia 10, 17h30

No Lugar Errado – com o diretor Luiz Pretti.



Dia 10, 19h30

As Hiper Mulheres – Sessão de Abertura
com o Grupo Poéticas da Experiência e Daniel Queiroz, programador do Cine 104.



Dia 11, 19h30

Os Dias com Ele – com a diretora do filme, Maria Clara Escobar, e com Carla Maia, do Grupo Poéticas da Experiência.

Carla Maia – Vive e trabalha em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Comunicação Social da FAFICH/UFMG. Ensaísta e pesquisadora de cinema, atua também como curadora, professora e produtora. Já organizou diversas mostras de filmes e debates, entre elas, retrospectivas de Chantal Akerman, Pedro Costa e Naomi Kawase. É diretora do documentário Roda, co-dirigido por Raquel Junqueira. Integra o coletivo Filmes de Quintal, que realiza o forumdoc.bh: Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte.




Dia 12, 19h30

Domésticas – com Mariana Souto, do Grupo Poéticas da Experiência.

Mariana Souto – Doutoranda em Comunicação Social pela UFMG e mestre pela mesma universidade. Pesquisa cinema brasileiro contemporâneo. Atualmente é professora de Narrativas Audiovisuais e Vídeo Documentário no DCS/UFMG. Diretora de arte e assistente de direção de diversos curtas-metragens. Programadora, em parceria com Victor Guimarães, do Cineclube Comum. Integra o Grupo de Pesquisa Poéticas da Experiência.



O Cinema de Belo Horizonte




O Grupo Poéticas da Experiência recomenda a mostra: O Cinema de BH


que acontece logo a seguir ao Colóquio no Cine 104!



A mostra O Cinema de BH reúne doze produções recentes de diretores de cinema que moram em Belo Horizonte. Os filmes selecionados ainda não tiveram lançamento no circuito de exibição comercial e a maioria dos títulos será exibida pela primeira ou segunda vez na cidade, o que confere um caráter de lançamento à mostra.


Todas as sessões da mostra serão apresentadas por seus realizadores e após a exibição o público poderá participar de um bate-papo com o diretor e equipe (exceto as sessões de 17h dos dias 16, 17 e 18).



Programação:




:: Sábado, 13 de Abril

17h | Nas minhas mãos eu não quero pregos | Direção: Cris Ventura | Brasil, MG, 2012, 70′ | 14 anos
19h | Ventos de Valls | Direção: Pablo Lobato | Brasil, MG, 2013, 88′| 12 anos
21h | Semana Santa | Direção: Leonardo Amaral e Samuel Marotta | Brasil, MG, 2013, 71′ | 16 anos



:: Domingo, 14 de Abril

17h | Aterro | Direção: Marcelo Reis | Brasil, MG, 2011, 72′ | Livre
19h | Balança mas não cai | Direção: Leonardo Barcelos | Brasil, MG, 2012, 77′ | 12 anos
21h | Vertigem Branca | Direção: Breno Silva, Dellani Lima e Simone Cortesão | Brasil, MG, 2012, 65′ | 14 anos



:: Terça-feira, 16 de Abril

17h | Nas minhas mãos eu não quero pregos | Direção: Cris Ventura | Brasil, MG, 2012, 70′| 14 anos
19h | Família | Direção: Guilherme Reis | Brasil, MG, 2013, 85′ | 16 anos
21h | Otto | Direção: Cao Guimarães | Brasil, MG, 2012, 71′ | Livre



:: Quarta-feira, 17 de Abril

17h | Roda | Direção: Carla Maia e Raquel Junqueira | Brasil, MG, 2011, 70′| Livre
19h | Morada | Direção: Joana Oliveira | Brasil, MG, 2011, 78′ | Livre
21h | Estado de sítio | Direção: André Novais Oliveira, Gabriel Martins, Flávio C. Von Sperling, João Toledo, Leonardo Amaral, Leo Pyrata, Maurílio Martins e Samuel Marotta | Brasil, MG, 2011, 91′ | 14 anos



:: Quinta-feira, 18 de Abril

17h | Morada | Direção: Joana Oliveira | Brasil, MG, 2011, 78′ | Livre
19h | Roda | | Direção: Carla Maia e Raquel Junqueira | Brasil, MG, 2011, 70′| Livre
21h | Matéria de Composição | Direção: Pedro Aspahan | Brasil, MG, 2013, 82′ | 12 anos



Sobre os filmes:




Aterro

Direção: Marcelo Reis
Brasil, MG, 2011, 72 min
Classificação indicativa: livre
Sinopse: Belo Horizonte é uma cidade planejada, construída e inaugurada sob os preceitos
progressistas no final do século XIX. Em cerca de meio século, sua produção de lixo
ultrapassou os limites do sistema de gestão de resíduos e todo o lixo passou a ser jogado a
céu aberto a menos de 5 km do centro da cidade. Aterro é um filme sobre sete mulheres
pioneiras da catação de lixo no Brasil. Diante do atual e controverso sistema de
aterragem, elas falam do aparente inevitável destino do lixo.




Aterro | Landfill [trailer] from Marcelo Reis on Vimeo.



Site oficial: http://www.aterrodoc.com/



Balança mas não cai

Direção: Leonardo Barcelos
Brasil, MG, 2012, 77 min
Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse – Um prédio como paisagem e cenário de acontecimentos e memórias. A partir da
reforma do Edifício Tupis, popularmente conhecido como Balança mas não cai, histórias,
fatos e relatos se misturam numa teia imbricada de sensações e percepções. Na relação
com o espaço, passado e presente se confundem e as memórias tornam-se vivas.


Site oficial: http://balancamasnaocai.org/



Estado de Sítio

Direção: André Novais Oliveira, Gabriel Martins, Flávio C. Von Sperling, João Toledo,
Leonardo Amaral, Leo Pyrata, Maurílio Martins e Samuel Marotta
Brasil, MG, 2011, 91 min
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: Diante da iminência do fim do mundo, um grupo de amigos segue para um sítio
nos arredores da cidade, com a intenção de passar juntos os seus últimos momentos.






Família

Direção: Guilherme Reis
Brasil, MG, 2013, 85 min
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Dona Augusta Alegre acorda cedo para fazer compras. Prepara o almoço e ao
meio dia arruma os pratos na mesa esperando receber visitas. À noite ela come sonhos,
telefona para os filhos e assiste a novela. Malton Alegre é seu filho mais velho. Sindico e
corretor, administra os problemas do condomínio e da família. À noite, recebe o
telefonema da mãe e assiste a novela com a mulher e as duas filhas. Jhonata Alegre não
assiste a novela. Estuda sociologia, trabalha em uma ONG e se encontra com amigos à
noite, quando todos os dias recebe o telefonema da mãe. Doroti Alegre mora com a mãe.
Não tem amigos, não estuda, não trabalha e não recebe telefonemas. Passa o dia
sonhando com a vida de estilista de moda e com um namorado. Não perde um capítulo da
novela.






Matéria de Composição

Direção: Pedro Aspahan
Brasil, MG, 2013, 82 min
Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: Documentário sobre o processo de criação e composição musical contemporânea
brasileira na relação com o cinema. Entregamos um mesmo vídeo ensaio a três
compositores: Guilherme Antônio Ferreira, Teodomiro Goulart e Oiliam Lanna, e
encomendamos deles uma peça musical que dialogasse com o vídeo. Dois anos depois,
após acompanhar todo o processo, da composição aos ensaios, concerto, gravação e
mixagem das músicas, chegamos a este filme.





Site oficial: http://www.materiadecomposicao.com



Morada

Direção: Joana Oliveira
Brasil, MG, 2011, 78 min
Classificação indicativa: livre
Sinopse: Essa é a história da espera de Dona Virgínia, uma senhora que, há mais de
cinquenta anos, aguarda a desapropriação de sua casa. Ano após ano, o governo ameaça
destruir o lugar onde ela guarda seu passado e suas memórias vivas.






Nas minhas mãos eu não quero pregos

Direção: Cris Ventura
Brasil, MG, 2012, 70 min
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: Maurino de Araújo mora no bairro Primeiro de Maio (Belo Horizonte) há mais de
30 anos, escultor reconhecido internacionalmente, tem uma vasta produção de obras em
madeira, vive numa casa modesta e dança pelas ruas com seu guarda-chuva em dias de
sol.






Otto

Direção: Cao Guimarães
Brasil, MG, 2012, 71 min
Classificação indicativa: livre
Sinopse: Otto é um filme que acompanha o processo de gravidez de minha mulher e
nascimento de meu filho. Instintivo e visceral como um gesto. Intimista e confidente como
um diário filmado. Uma celebração à vida, um filme de amor.






Roda

Direção: Carla Maia e Raquel Junqueira
Brasil, MG, 2011, 70 min
Classificação indicativa: livre
Sinopse: Entre sambas e memórias, compositores, intérpretes e instrumentistas da Velha
Guarda do Samba de Belo Horizonte fazem roda.





Site oficial: http://rodaofilme.wordpress.com/



Semana Santa

Direção: Leonardo Amaral e Samuel Marotta
Brasil, MG, 2013, 71 min
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: “Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem!”






Ventos de Valls

Direção – Pablo Lobato
Brasil, MG, 2013, 88 min
Classificação indicativa – 12 anos
Sinopse: Ventos de Valls é um ensaio dedicado à infância. As linhas do filme convergem à
menina Ana, num enlace de gerações. Seu pai dirige o documentário, nos tempos da
câmera, na proposição da viagem. A família Panadés, da qual Ana descende, está reunida,
de volta à terra natal catalana após mais de cinquenta anos de imigração para o Brasil. O
filme evoca a Guerra Civil Espanhola, a sobrevivência do pós-guerra, os riscos e a coragem
de seguir, uma tragédia e a resiliência da vida na lembrança dos cheiros, dos sabores, das
melodias e canções, trajetos, medos, alegrias, sensações e distâncias, que insistem e
resistem na experiência da criança.


Entrevista com o diretor:




Vertigem Branca

Direção: Breno Silva, Dellani Lima e Simone Cortesão
Brasil, MG, 2012, 65 min
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: O que me resta é promover a minha própria ruína. Consciente da solidão
inevitável, a encarnação da crueldade.



Pesquisa

Sobre o Colóquio

O Colóquio Internacional "Cinema, Estética e Política" é promovido pelo Grupo de Pesquisa "Poéticas da Experiência", vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFMG, com auxílio da CAPES e da FAPEMIG. O colóquio acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de Junho de 2015, no Cine 104

Realização

Grupo Poéticas da Experiência
CAPES
FAPEMIG